O meu nome é António Castanho 

Sou
 

  • Psicólogo Clínico /Psicoterapeuta
  • Especialista em Psicologia Clínica e da Saúde (Acreditado pela Ordem dos Psicólogos Portugueses)
  • Especialista Avançado em Psicoterapia (Acreditado pela Ordem dos Psicólogos Portugueses)
  • Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde 
  • Psicoterapeuta EMDR Certificado pela EMDR Europe Association e EMDR Portugal (com especialização em crianças e jovens)
  • Terapeuta formado em Brainspotting
  • Representante do Ministério da Administração Interna (Membro Permanente) na Equipa de Análise Retrospetiva de Homicídios em Violência Doméstica
  • Especialista em Violência Doméstica (Revisão, Avaliação e Gestão do risco em Violência Doméstica) 
  • Representante do Ministério da Administração Interna em diversos grupos de trabalho (em temas como Violência Doméstica e Violência Sexual)
  • Formador de formadores nas Forças de Segurança em temáticas relacionadas com violência doméstica
  • Formador no Instituto Superior de Psicologia Aplicada e Instituto Jean Piaget
  • Formador Certificado pelo IEFP

Exerço e exerci funções em Instituições públicas e privadas tais como:

  • Ministério da Administração Interna;
  • Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Almada;
  • Divisão de Psicologia da Polícia de Segurança Pública
  • Direção da Associação EMDR Portugal
  • Centro de Psicologia e Desenvolvimento de Almada; 
  • Centro de Medicina e Enfermagem – GILÊNAMAR.

Participo em diversas iniciativas, parcerias e conferências relacionadas com Segurança Interna; Violência Doméstica, Abuso e Violência Sexual Psicoterapia e Crianças e Jovens.

 

- Na Conferência "Policiamento da Violência Doméstica-Desafios" organizada pelo Ministério da Administração Interna (SGMAI, GNR e PSP) que decorreu nos dias 18 e 19 de outubro de 2017, na Gulbenkian apresentei no painel "Impactos Psicológicos da Violência Doméstica nos profissionais das Forças de Segurança", a comunicação "Os/As Polícias não choram!".

Terminei a minha apresentação com a frase "Polícias... são homens, são mulheres, são filhos e filhas, pais e mães.
Os/As Polícias podem e devem poder chorar!"

 

- Participei na II European Conference on Domestic Violence que decorreu no Porto entre 6 e 9 de setembro de 2017, onde apresentei as comunicações "Domestic Homicide Reviews in Portugal", "Children exposure to domestic violence and intergenerational transmission of trauma" e realizei ainda um Workshop intitulado "Domestic Homicide Reviews (DHRs)- Debating the status of the victim" com Nina Daniels da AAFDA, Reino Unido.

Fui também moderador/Chair num painel sobre Avaliação e Gestão de Risco em Violência Doméstica


 

- Na Conferência "A Violência contra as Mulheres em Conflitos Armados" organizado pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, que se realizou no dia 25 de novembro de 2015, por ocasião do Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência Contra as Mulheres, falei sobre "Mulheres e Crianças nos Conflitos Armados - Timor Leste e as Feridas da Independência"

 

Decorreu entre os dias 17 e 18 de novembro de 2015 a Conferência "Violência Doméstica… Que caminhos ainda a percorrer" onde falei sobre Análise Retrospetiva de Homicídio em Violência Doméstica

 

- Estive presente na Conferência "As Várias Faces do Crime Violento: Impacto, Prevenção e Intervenção

A Conferência foi organizada pela Associação Académica de Polícia Criminal, com o apoio da Escola de Polícia Judiciária, e teve lugar nos dias 4 e 5 de junho de 2015 nas instalações do Edifício Sede da Polícia Judiciária, em Lisboa.

Como orador estive num painel dedicado especificamente ao homicídio e à Avaliação de Risco em Violência Doméstica.

O Congresso contou com a participação de algumas personalidades intervenientes nesta temática e pretendeu contribuir para uma reflexão alargado e para o sucesso no combate a este tipo de criminalidade.

A convite da National Domestic Fatality Review Initiative, participei como orador na Conferência "Fatality Review: Communities and Social Change", em St Petersburg, nos Estados Unidos, entre os dias 17 e 19 de maio de 2015.

O meu contributo incidiu na área do homicídio em violência doméstica, mais concretamente, na identificação fatores de risco e na forma como este trabalho em Portugal foi utilizado na formação, na avaliação de risco em vigor nas Forças de Segurança e de que forma a revisão de homicídios pode ajudar na prevenção de novas tragédias.

Com Neil Websdale e Frank Mullane

 

Com Jacquelyn C. Campbell – autora da Danger Assessment Tool

 

- Estive na RTP1 onde falei sobre EMDR

A partir do minuto 42`na notícia sobre violência doméstica e defesa pessoal com Krav Maga, expliquei de forma breve o papel do EMDR na intervenção com vítimas de violência doméstica. www.rtp.pt/play/p1395/e173918/rtp1 

 

- No âmbito do mesmo protocolo integrado que visa a reabilitação psicoemocional de vítimas de violência doméstica com intervenção com o modelo EMDR e defesa pessoal, estive num programa da TVI numa reportagem dedicada à violência doméstica.

 

Em 2014, no Ministério da Administração Interna, aquando da apresentação da ficha de avaliação de risco em Violência Doméstica (RVD) e do Manual do Policiamento da Violência Doméstica, em uso pelas Forças de Segurança.

 

- Na Conferência sobre Violência Doméstica e de Género e Mutilação Genital Feminina no Centro de Estudos Judiciários em 28-11-2014.

Estudo com interesse o fenómeno do homicídio praticado em relações de intimidade e participo em iniciativas sobre o tema.

Apresentação do tema "Homicídio praticado por parceiro íntimo – A pertinência da análise retrospetiva"