Bem-vindo/a ao meu site!

 

Já se perguntou se precisa de uma consulta de Psicologia?

Suponha que tenta viver a sua vida normalmente apesar de ter uma limitação física ou uma doença.

Isto é o que tentamos fazer com os problemas emocionais que nos afetam e tantas vezes tentamos reprimir ou evitar. Em diversas ocasiões pretendemos também aparentar que podemos fazer tudo ou responder afirmativamente a todas as solicitações. 

Prometemos também, em determinadas ocasiões, que iremos começar a cuidar de nós mesmos (especialmente em datas especiais). Por vezes essa decisão surge no dia em que um familiar ou um amigo nos deixa e nesse momento, forçados pelas circunstâncias, paramos para repensar a nossa vida e as nossas prioridades.

Acreditamos, não raramente, que o stresse que vivemos no dia a dia é essencial para que vivamos de uma forma integral e plena. O que não sabemos é que tudo isto nos afeta a mente e o corpo e que o esforço que fazemos diariamente desgasta outras importantes áreas da vida, especialmente a familiar e laboral.

Pode ainda não estar pronto/a para a mudança, mas por vezes, o primeiro passo é reconhecer e que precisa de ajuda de um técnico especializado.

 

Em que situações devo recorrer a apoio psicológico ou psicoterapia?

Em determinadas alturas da nossa vida, vemo-nos confrontados com problemas ou situações às quais não conseguimos dar uma resposta eficaz e com as quais não conseguimos lidar sozinhos.

Neste sentido, são apresentados a seguir alguns dos exemplos, mas comuns nos quais poderá ser benéfico procurar a ajuda especializada de um psicólogo:


Problemas de índole psicológica

Ocasionalmente todos experienciamos algum tipo de dor emocional. Mas por vezes a tensão é suficientemente forte e prolongada para interferir com a nossa capacidade para funcionar no dia a dia. No âmbito destes problemas podemos encontrar quadros moderados de ansiedade, humor depressivo, stress, entre outros. Muita da tensão emocional ou problemas relacionais poderão também advir de mecanismos pessoais deficitários, como no caso de uma excessiva timidez, dificuldades de comunicação ou falta de assertividade, entre outros.


Perturbação ou condição clínica

Muitas vezes as problemáticas são suficientemente intensas para ameaçar o nosso funcionamento global, a nossa saúde física e a própria vida. Neste âmbito podemos encontrar situações clínicas mais severas como são os exemplos das doenças do comportamento alimentar, da depressão, das perturbações da ansiedade, entre muitas outras.


Desenvolvimento e crescimento pessoal

Podemos procurar ajuda na conquista de objetivos pessoais, bem como para ultrapassar obstáculos mais difíceis, para conseguirmos tornar-nos na pessoa que queremos ser e a obtermos uma maior satisfação pessoal. Podemos querer vencer a nossa timidez excessiva, as nossas fracas competências de comunicação, a falta de assertividade ou o fraco autocontrolo.


Problemas escolares e de aprendizagem

Por vezes, com um filho, podem surgir dificuldades escolares, seja, por exemplo, ao nível da aprendizagem, dos métodos de estudo ou do relacionamento com colegas.


Problemas relacionais

Podem ocorrer dificuldades de relação com o cônjuge, filhos, colega de trabalho ou outra pessoa importante na nossa vida. Estes problemas podem interferir significativamente com o nosso dia a dia e com os nossos projetos de vida, sendo fundamental identificar a raiz do problema e desenvolver competências para melhorar a relação-


Perda e luto

Seja por motivo de morte ou separação, a perda de alguém importante para nós pode originar uma elevada dor emocional que afeta a nossa qualidade de vida e o funcionamento da pessoa. Muito embora os indivíduos em geral disponham de recursos pessoais para lidar de forma funcional com estes acontecimentos, por vezes revela-se indispensável o apoio de um técnico especializado.


Problemas sexuais

Embora sejam situações sobre os quais é, regra geral, difícil de falar, os problemas como a insatisfação com a nossa vida sexual, a falta de desejo e as disfunções sexuais (disfunção erétil, vaginismo, etc.) são problemas muito comuns.


Trauma, violência ou abuso

Quando somos vítimas de situações traumáticas, de violência ou de abuso (físico ou psicológico) podemos desenvolver sentimentos de medo, raiva ou impotência, os quais afetam significativamente a nossa capacidade para lidar com o quotidiano.


Dependência de substâncias

O consumo de drogas e álcool, quando dentro de um quadro de dependência (física e/ou psicológica), acarreta invariavelmente problemas psicológicos, físicos, familiares e sociais extremamente graves, afetando o funcionamento do indivíduo e dos que o rodeiam.


Problemas de saúde física

Algumas doenças ou problemas de saúde física têm fortes implicações a nível emocional e psicológico. Tal é o caso de pessoas a quem foi diagnosticado um cancro ou outras doenças crónicas, pessoas que ficam com paralisia ou que foram sujeitas a intervenções cirúrgicas, etc.


Problemas no trabalho

Quando temos dificuldade em lidar com situações profissionais ou com os colegas no trabalho, quando se verifica uma dificuldade em aceder ou manter um posto de trabalho ou quando se fica desempregado, entre outras situações.


Problemas vocacionais ou na carreira profissional

Em algumas etapas normativas da nossa vida (à entrada e saída do ensino secundário e mesmo ao longo da carreira) cabe-nos tomar decisões nos planos académico e profissional para as quais, e por motivos diversos, não estamos preparados. Neste sentido, a orientação vocacional e profissional mostra-se indispensável para proceder à necessária avaliação de opções e projeto de vida e a sua reformulação

Estes são apenas alguns exemplos, podendo a consulta psicológica ser útil em muitas outras situações.

Finalizando, é importante enfatizar que o reconhecimento da necessidade de ajuda profissional é um excelente primeiro passo no sentido da resolução dos problemas. Neste sentido, cabe ao indivíduo dar este primeiro passo.

 

A psicologia/psicoterapia pode ser um importante passo para viver a sua vida de forma integral e inspirá-lo/a a iniciar o processo de mudança e finalmente cuidar de si mesmo/a!

 

Descubra o sítio web e “navegue” pelos diversos menus. Quem sabe se não obterá testemunhos, informações, artigos ou vídeos que a/o possam ajudar.

Visite também as minhas páginas do Facebook  e Linkedin

Sondagem

O que o/a fez visitar ao site?

EMDR (5)
63%

Consultas de Psicologia (3)
38%

Total de votos: 8